Câmara de Porangatu aprova doação de área para construção de esmagadora de grãos

Projeto do Poder Executivo aprovado pela Câmara já foi sancionado pela prefeita Vanuza Valadares

 

Câmara de Porangatu aprova doação de área para construção de esmagadora de grãos 1A Câmara Municipal de Porangatu aprovou por unanimidade em segunda e última votação, o projeto de úmero 06/21, que autoriza a prefeitura a doar um terreno de 37 hectares, pertencente ao município, ao Grupo Olfar S/A – Alimento e Energia. A votação aconteceu no início da noite de ontem, segunda-feira (22) no Auditório Vereador Jales Ribeiro de Mendonça. A prefeita Vanuza Valadares que sancionou o Projeto de Lei na manhã de hoje, e o presidente do Grupo Olfar, José Carlos Weschenfelder, assistiram à sessão que foi comandada pelo presidente Clodoaldo Santinelo e durou cerca de duas horas e meia.

Na área doada pelo município, a indústria de biodiesel deverá construir uma plataforma de extração de óleo de soja, composta ainda por silos para armazenagem de grãos, armazenagem de farelo de soja, tulhas, balanças, pátio de estacionamento para caminhões, terminal ferroviário e outros elementos estruturais necessários ao projeto. A empresa beneficiada com a doação do imóvel (Olfar), a partir da emissão da escritura, terá sete meses para iniciar a construção e três anos para concluir o empreendimento.

Câmara de Porangatu aprova doação de área para construção de esmagadora de grãos 2O presidente José Carlos Weschenfelder garantiu que as obras serão iniciadas o mais breve possível. Quando entrar em operação, a esmagadora de grãos da empresa necessitará mais que o dobro da quantidade de servidores que já existe, que atualmente, segundo o diretor, é de aproximadamente 100 profissionais. Já em relação aos empregos indiretos, Weschenfelder disse que não existe como mensurar este universo de vagas que o empreendimento deverá gerar, mas assegurou que será um número bastante expressivo.

Recentemente a empresa teve acesso à licença da ANP – Agência Nacional do Petróleo, que garante o início da operacionalização da usina de biodiesel em Porangatu. O documento foi publicado na segunda semana deste mês no Diário Oficial da União. Weschenfelder explicou que nos próximos dias a empresa começará a receber a matéria prima e a fase de testes deve acontecer no fim de março. Câmara de Porangatu aprova doação de área para construção de esmagadora de grãos 3O biodiesel que será produzido neste período tem previsão para ser vendido no leilão marcado para acontecer no início de abril. A capacidade produtiva da usina é de 1 milho e 800 mil litros por dia, porém conforme explicou o presidente, a produção vai iniciar com 600 mil litros dia.

Durante seu discurso, o presidente José Carlos Weschenfelder agradeceu a parceria da Câmara Municipal e do Poder Executivo e também da população porangatuense, que segundo ele tem sido algo impressionante desde os primeiros contatos.

“Sempre fomos muito bem recebidos aqui em Porangatu e já estamos muito felizes com o apoio que a população de Porangatu nos deu em relação à primeira parte que é a usina de biodiesel, que deverá iniciar as operações já no mês de março. E em relação a esta área que está sendo doada pelo município, isto não será importante apenas para a Olfar e para Porangatu, e sim para toda a região, pois haverá um impacto muito grande. Esta etapa irá complementar a primeira. Deveremos industrializar cerca de três mil toneladas de soja diariamente, onde será extraído o óleo para a produção do biodiesel. Este processo será fantástico quanto à geração de empregos diretos e diretos, desde a questão da logística, manutenção, comércios diversos, ou seja: uma reação em cadeia que terá reflexos positivos também no setor do agronegócio, pois haverá ampliação das lavouras, ofertas de insumos e de implementos agrícolas”, explicou José Carlos.

A prefeita Vanuza Valadares considerou o momento como histórico para o desenvolvimento de Porangatu e da Região Norte de Goiás. Ela disse que na qualidade de prefeita e também de filha de Porangatu tem muito interesse em ver a cidade crescendo e mediante toda esta perspectiva de aumento de emprego e renda, ela estará tomando todas as providências para que a infraestrutura local seja melhorada, a fim de atender a logística comercial e industrial e também promover melhores condições de vida à comunidade.

“Estamos vivendo um excelente momento, quando vemos a construção da ponte sobre o Rio Araguaia que ligará Goiás ao Mato Grosso, a duplicação da BR-153 prestes a acontecer, são contextos que proporcionarão o desenvolvimento para a nossa região. A expectativa é que num período curto, em função da grande quantidade de empresas que deverá aqui se instalar, a população de Porangatu possa saltar para 60 mil habitantes ou mais. Isso requer investimentos. A Saúde Pública, por exemplo, é uma das áreas que precisa ser melhorada e com a ajuda do governador Ronaldo Caiado, que tem o compromisso de manter aqui os leitos de UTI, iremos garantir melhorias nos dois hospitais e nas unidades de saúde”, garantiu a prefeita Vanuza.

Câmara de Porangatu aprova doação de área para construção de esmagadora de grãos 4Hoje a prefeita Vanuza Valadares foi recepcionada pelo presidente Jair Bolsonaro em Brasília e entregou ao chefe da nação documentos relacionados aos empreendimentos do Grupo Olfar em Porangatu.

O presidente da Câmara Municipal agradeceu a decisão de entendimento dos demais pares da Casa de Leis e disse que a função dos parlamentares e do Poder Executivo é contribuir para o bem comum da sociedade.

“Nada mais justo do que a Câmara e a prefeitura realmente darem as mãos para uma empresa que tem o propósito de gerar tanta renda e emprego no nosso município, e o Poder Legislativo jamais iria se impor sobre essa questão. Nosso desejo é que outras empresas e empreendedores sejam motivadas por nesse momento e com certeza a Câmara de Vereadores será sempre parceira daqueles que vierem com essa intenção de gerar emprego e renda para nossa comunidade”, destacou Clodoaldo Santinelo.